7 de mar de 2017

Compulsão Alimentar: Meu relato

Hello girls!!!

Não sei quando começou, mas sinto seu efeito sobre mim. Não é fácil, não é algo que consigo controlar, quando percebo estou comendo compulsivamente.
Comer dá uma sensação de prazer imensa, naquele momento esqueço de tudo ao redor, dos problemas, tristezas...
Mas num passe de mágica lá estão eles ,agora acompanhados por mais um sentimento: a culpa.
Culpa por ter sido fraca. Culpa por ter comido.
Não é fácil vir aqui e falar tudo o que guardo a muito tempo só para mim. Sinto vergonha pelo que me tornei. Sinto vergonha do meu corpo. Sinto vergonha pelo simples fato que não consigo ser forte, não consigo resistir ao impulso.
É uma luta diária, não importa se estou bem ou não, a compulsão está comigo. Sinto vergonha pelo simples fato de já ter em algum momento, escondido embalagem de comida vazia, para ninguém saber que eu comi. Perdi as contas de quantas vezes comi escondido. Já pensei em desistir de tudo, cheguei ao fundo do poço.
Esse relato é verdadeiro, pois acontece comigo. Hoje me encontro em tratamento para a perda de peso. Faço tratamento psicológico, preciso aprender que a comida é um combustível para me dar força e não o vilão. Hoje estou aprendendo a me alimentar melhor, comer sem culpa. Estou a uma semana sem compulsão e cada dia é uma vitória. Por muito tempo tentei acreditar que eu não tinha problema algum, que não precisava de tratamento. Assumir a compulsão era como assumir que sou fraca. Queria ser forte sozinha, cuidar de todos o tempo todo. Só que esqueci que eu também precisava de cuidados.

A compulsão não é o fim da linha, você não precisa ceder a ela, a compulsão não tem poder sobre você. Não tente ser forte sozinha por muito tempo. Lembre-se que você pode tudo.



Stay Strong...


3 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Isa!!!! São comentários assim que deixam meus dias cada vez melhor!!!!

      Excluir
  2. Camila, eu também sou assim, e sofro! Muita sorte para voce

    ResponderExcluir